sábado, 28 de janeiro de 2017

Morre Lentamente

Morre Lentamente...















Resultado de imagem para flores mortas




Morre lentamente quem não troca de ideias, não troca de discurso, evita as próprias contradições.
Morre lentamente quem vira escravo do hábito, repetindo todos os dias o mesmo trajeto e as mesmas compras no supermercado. Quem não troca de marca, não arrisca vestir uma cor nova, não dá papo para quem não conhece.



Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru e seu parceiro diário. Muitos não podem comprar um livro ou uma entrada de cinema, mas
muitos podem, e ainda assim alienam-se diante de um tubo de imagens que traz informação e entretenimento, mas que não deveria, mesmo com apenas 14 polegadas, ocupar tanto espaço em uma vida.
Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o preto no branco e os pingos nos is a um turbilhão de emoções indomáveis, justamente as que resgatam brilho nos olhos, sorrisos e soluços, coração aos tropeços, sentimentos.
Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto atrás de um sonho, quem não se permite, uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos.

Morre lentamente quem destrói seu amor-próprio. Pode ser depressão, que é doença séria e requer ajuda profissional. Então fenece a cada dia quem não se deixa ajudar.
Morre lentamente quem não trabalha e quem não estuda, e na maioria das vezes isso não é opção e, sim, destino: então um governo omisso pode matar lentamente uma boa parcela da população.
Morre lentamente quem passa os dias queixando-se da má sorte ou da chuva incessante, desistindo de um projeto antes de iniciá-lo, não perguntando sobre um assunto que desconhece e não respondendo quando lhe indagam o que sabe.
Morre muita gente lentamente, e esta é a morte mais ingrata e traiçoeira, pois quando ela se aproxima de verdade, aí já estamos muito destreinados para percorrer o pouco tempo restante. Que amanhã, portanto, demore muito para ser o nosso dia. Já que não podemos evitar um final repentino, que ao menos evitemos a morte em suaves prestações, lembrando sempre que estar vivo exige um esforço bem maior do que simplesmente respirar.

Texto de Martha Medeiros

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

O caçador de pipas -10 anos depois

Como será que estão agora 10 anos depois da estréia do filme?


The Kite Runner ou O Menino De Cabul em Portugal e O Caçador de Pipas aqui no Brasil.
Um romance do escritor afegão-americano Khaled Hosseini. Publicado em 2003, é o primeiro romance do escritor e foi adaptado a um filme de mesmo título em 2007.


O Caçador de  Pipas conta a história de Amir, um garoto rico de Cabul, no Afeganistão, que é atormentado pela culpa de ter traído seu criado e melhor amigo, Hassan, filho de Ali, também empregado do seu pai. A história tem como cenário uma série de acontecimentos políticos tumultuosos, que começa com a queda da monarquia do Afeganistão em julho de 1973, com deposição do rei Zahir Shah. golpe de estado comunista em abril de 1978, invasão Soviética, em dezembro de 1979, a consequente massa de emigrantes refugiados para o Paquistão e para os EUA e a implantação do regime Militar pelos Talibã.


* O livro  O Caçador de Pipas foi escolhido por diversas comunidades e organizações como uma forma de discussão sobre as questões históricas e culturais presentes no romance.

* Tem mais de 8 milhões de cópias vendidas em todo o mundo, sendo mais de 1 milhão de cópias vendidas aqui no Brasil.

Ahmad Khan Mahmoodzada- Hassan
(com 11 anos de idade)
* Enfoca como temas principais, a visão política tomada pelos Afegãos e pelos Americanos, tendo o Americano o  papel de Amir sendo o amigo que ao invés de defender apenas assiste e tudo ao que acontece a Hassan , sendo violentado.

O filme é dirigido por Marc Forster
Lançamento em 14 de  dezembro de 2007
Prêmios: Satélite Awar de Melhor Trilha Sonora, Critic's Choice Award :Melhor Ator Jovem.
Elenco: Ahmad Khan Mahmoodzada (Hassan), Zekeria Ebrahimi (  Amir-criança),Houmanyon Ershadi (Baba),Khilid Abdala 9Amir- adulto),Atossa Leoni (Soraia),Khaled Hasseini (médico)Nabi Tanha(Ali)
 Os garotos do Afeganistão que atuaram no filme
tiveram que sair de Cabul devido as represálias que  sofreram por conta de uma  cena de abuso sexual, que enfurece parte da população local.
Os garotos cada um acompanhado por um parente se esconderam no exterior.

Ahmad Khan Mahmoodzada
(dez anos depois)
Segundo Ahmad Khan a uma entrevista a rádio;
www.facebook.com
 "Por causa do filme , ele foi ameaçado de morte e que se teve que se deslocar para Dubai por dois anos. Depois de se mudar de volta para o Afeganistão continuou as ameaças.Com 15 anos de idade. ele escapou através da Rússia, Bielorrússia, Lituânia e Polônia para a Suécia."


*********************


"Em uma cena torna-se personagem Mahmoodzadas estuprada por um outro menino, o que leva a tais grandes dificuldades para ele e sua casa de família em Cabul que ele finalmente obrigados a fugir para a Europa. Ele fala de fuga através da Ásia Central e Rússia, que são forçados a atravessar a nado um rio correndo na Lituânia, e, finalmente, acabar em Dalarna, na Suécia sem sentir qualquer: "É provavelmente a primeira coisa que você aprende quando você vai no processo de asilo sueco. Para esperar. "
Você vai ter que esperar - eles dizem o tempo todo. Espere aqui! Espere aí! Mas não há muito você pode fazer sobre ele.
Mahmoodzada também fala de pessoas amigas que o ajudaram durante a fuga, como ele conseguiu se reencontrar com seus pais na Suécia e como ele agora retomou o seu sonho de se tornar um ator, que um dos atores da publicidade ICA"


Hassan e Amir em uma cena do filme.
Elhan Ehsas (Assef) O menino que que pratica bullying com
Amir e  Hassan
Elhan Ehsas 10 anos depois. Também esteve refugiado assim como os outros dois atores do filme,
Atualmente participa a série Brussel (2017)



Homayoun  Ershadi (Baba)



Homayoun Ershadi (atualmente)- Nascido em 26 de março
 1946 no Iran. Ator conhecido por atuar em vários filmes como:
 A Hora Mais escura- 2012,  O Homem Mais Procurado - 2014.
entre outros.





Khailid Abdalla (Amir adulto)



Khailid Abdalla- ator britânico nascido em 26 de outubro de 1981
participou de vários filmes como:zona Verde (2010),
Voo United 93(2008), Nosso fiel Traidor (2016)

Khaled Hosseini, É um romancista e médico afegão, com naturalização nos EUA.
Nascido em Cabul no dia 4 de março de 1965.






Biografia
Khaled Hosseini nasceu em Cabul, no Afeganistão, em 1965. Seu pai era um diplomata no Ministério do Exterior afegão e sua mãe ensinou farsi e história na ah escola igh em Cabul. Em 1976, o Ministério das Relações Exteriores realocados a família Hosseini para Paris. Eles estavam prontos para voltar a Cabul em 1980, mas então sua terra natal havia testemunhado um golpe comunista sangrenta e a invasão do exército soviético. O Hosseinis procurou e foi concedido asilo político nos Estados Unidos, e em setembro de 1980 mudou-se para San Jose, Califórnia. Hosseini formou no colegial em 1984 e matriculou-se na Universidade de Santa Clara, onde obteve o grau de bacharel em biologia em 1988. No ano seguinte, ele entrou na Universidade da Califórnia, San Diego, Faculdade de Medicina, onde obteve um diploma de médico em 1993 . Ele completou sua residência no Cedars-Sinai Medical center, em Los Angeles e foi um internista praticando entre 1996 e 2004. em março de 2001, durante a prática de medicina, Hosseini começou a escrever seu primeiro romance, The Kite Runner. Publicado pela Riverhead Books em 2003, que estreia passou a se tornar um best-seller internacional e amado clássico, vendido em pelo menos setenta países e gastando mais de cem semanas na lista de bestsellers do New York Times. Em maio de 2007, seu segundo romance, A Thousand Splendid Suns, estreou em # 1 na lista de bestsellers do New York Times, mantendo-se nesse ponto durante quinze semanas e quase um ano inteiro na lista de bestsellers. Juntos, os dois livros já venderam mais de 10 milhões de cópias nos Estados Unidos e mais de 38 milhões de cópias em todo o mundo. The Kite Runner foi adaptado em uma graphic novel de mesmo nome no terceiro romance muito aguardado de 2011. de Hosseini, e as montanhas ecoavam, será publicado em 21 de Maio de 2013. Em 2006, Hosseini foi nomeado um enviado Goodwill para o ACNUR, o Agência de Refugiados das Nações Unidas. Inspirado por uma viagem que fez ao Afeganistão com o ACNUR, mais tarde ele estabeleceu O Hosseini Fundação Khaled, um 501 (c) (3) sem fins lucrativos, que presta assistência humanitária ao povo do Afeganistão. Ele vive no norte da Califórnia.

Fonte;https://en.wikipedia.org/wiki/The_Kite_Runner_(film)
www.facebook.com
http://sverigesradio.se/sida/avsnitt/741222?programid=2071

Postagem em destaque

25 Atrizes negras internacionais que você deve conhecer

Elas estão nos filmes premiados do cinema e nas séries de TV fazendo os mais variados papeis, mas ainda sim, não sabemos os seus nomes. C...